AS SENHAS QUE DESMASCARARAM CHICO XAVIER



MONTEIRO LOBATO E AS SENHAS QUE DESMASCARARAM CHICO XAVIER

Ver em "O Grande Mágico" o Sr. Amauri Pena Xavier - sobrinho de Chico Xavier  - “A situação torturava-me, e várias vezes, procurando fugir àquele inferno interior, entreguei-me a perigosas aventuras, diversas vezes saí de casa, fugindo à convivência de espíritas. Cansado, enfim, cedi dando os primeiros passos no caminho da farsa constante. Tinha então 17 anos”. “Perseguido pelo remorso e atormentado pelo desespero, cometi vários desatinos (...). Vi-me então diante da alternativa: mergulhar de vez na mentira e arruinar-me para sempre diante de mim mesmo, ou levantar-me corajosamente para penitenciar-me diante do mundo, libertando-me definitivamente. Foi o que decidi fazer procurando um jornal mineiro e revelando toda a farsa” (...). “Meu tio é também um revoltado, não conseguindo mais recuar diante da farsa que há longos anos vem representando”. “Eu, depois de ter-me submetido a esse papel mistificador, durante anos (...), resolvi, por uma questão de consciência, contar toda a verdade” (Ver também “Estado de Minas”, 20/1/1971; revista“Realidade”, Novembro 1971, pág. 65; etc.).

JOSÉ BENTO MONTEIRO LOBATO: Antes da sua morte, acontecida em São Paulo em 1948, deixou duas senhas em envelopes lacrados: uma com Dona Ruth Fontoura, filha do célebre magnata dos laboratórios farmacêuticos de São Paulo, e outra com o juiz e também famoso romancista Dr. José Godofredo de Moura Rangel, de Três Pontas (Minas Gerais), grande amigo de Monteiro Lobato, com quem manteve correspondência durante anos. Pretendendo imitar, mais ou menos bem, o estilo do grande escritor, o psicógrafo Francisco Cândido Xavier afirmou que sua mão escrevia movida pelo espírito de Monteiro Lobato. Espalhou-se por todo o Brasil, e pelo mundo, o grande feito do médium de Pedro Leopoldo e Uberaba. O que, porém, nem Chico, nem seus propagandistas sabiam, era da existência das senhas com as quais Monteiro Lobato queria que se verificasse se realmente era ele quem se comunicaria do além, ou se tudo não passava de qualidades psicológicas e para-psicológicas dos médiuns. Tive nas minhas mãos, cópias dos escritos de Chico Xavier atribuídos a Monteiro Lobato assim como as senhas conservadas por Dona Ruth Fontoura: nada, absolutamente nada, nem de longe, de semelhante pude encontrar naquela cópia, nem em outro escrito de Chico Xavier. A Parapsicologia prova que não existe comunicação, de qualquer espécie, de espíritos de pessoas mortas com vivos. Não há NENHUM caso de "Supostas" Comunicações de Espíritos com Vivos que não seja facilmente explicado pela Parapsicologia, por mais EXTRAORDINÁRIA e CONVINCENTE que possa parecer. Há um estudo muito grande sobre o tema para se poder afirmar tal fato. Tal estudo se baseia na análise dos fatos e em milhares de experiências, utilizando-se de diversas ciências; além de uma série de desafios:

AS SENHAS:  O que esperavam que fosse ser uma prova da comunicação dos espíritos, na verdade se tornou exatamente o contrário: Milhares de experiências feitas com senhas: Nenhuma foi revelada. O romancista brasileiro José Bento Monteiro Lobato, antes da sua morte, acontecida em São Paulo em 1948, deixou duas senhas em envelopes lacrados: uma com Dona Ruth Fontoura, filha do célebre magnata dos laboratórios farmacêuticos de São Paulo, e outra com o juiz e também famoso romancista Dr. José Godofredo de Moura Rangel, de Três Pontas (Minas Gerais), grande amigo de Monteiro Lobato, com quem manteve correspondência durante anos. O psicógrafo Francisco Cândido Xavier pretendendo imitar, mais ou menos bem, o estilo do grande escritor, afirmou que sua mão escrevia movida pelo espírito de Monteiro Lobato.  Espalhou-se por todo o Brasil, e pelo mundo, o grande feito do médium de Pedro Leopoldo e Uberaba.  O que, porém, nem Chico, nem seus propagandistas sabiam, era da existência das senhas com as quais Monteiro Lobato queria que se verificasse se realmente era ele quem se comunicaria do além, ou se tudo não passava de qualidades psicológicas e para-psicológicas dos médiuns. Tive nas minhas mãos, cópias dos escritos de Chico Xavier atribuídos a Monteiro Lobato assim como as senhas conservadas por Dona Ruth Fontoura: nada, absolutamente nada, nem de longe, de semelhante pude encontrar naquela cópia, nem em outro escrito de Chico Xavier. Também não apareceu a senha deixada com o Dr. Godofredo Rangel. Ele próprio o noticiou amplamente. Pessoalmente prefiro publicar a respeito um documento inédito que recebemos do senhor Cecílio Karam, ex-suplente de deputado estadual, fundador e primeiro prefeito do município de Santana da Ponte Pensa (SP) e Diretor de Publicidade do Jornal Federal "A Noite" de São Paulo:  "Tendo sido amigo do saudoso Monteiro Lobato e seu companheiro na luta do petróleo e tendo o conhecimento do pacto entre ele e Godofredo Rangel, desejo dar o meu testemunho com referência a esse acontecimento." "Realmente houve o acordo entre ambos e ficou assentado que o primeiro entre eles que morresse enviaria do além uma mensagem ao sobrevivente. Combinou-se fazer cada um uma senha e para evitar possíveis fraudes, as senhas foram fechadas em envelope lacrado e guardadas em cofre." "Falecido Lobato, e sendo algum tempo depois publicada uma mensagem atribuída a Monteiro Lobato e "recebida" por Chico Xavier, apressou-se Godofredo Rangel a examiná-la. Declarou, a seguir, à imprensa: "Não é o estilo de Monteiro Lobato e a senha combinada não foi dada". Os jornais fizeram amplos comentários."  
O Dr. Godofredo Rangel morreu em 1951 sem ter recebido a senha, apesar de já aberto o envelope e conhecida, em segredo, por ele.

OUTRO EXEMPLO: O dia 19 de maio de 1954 foi a data designada por Sir Oliver Lodge para que se abrisse o envelope lacrado que continha a sua senha. Sir Joseph Oliver Lodge foi professor de Física e Reitor da Universidade de Londres, Presidente da Associação Britânica de Sábios, da Sociedade de Física da Grã-Bretanha e da Sociedade Rontgen. Apesar de sua indiscutível capacidade intelectual, Lodge, após a morte de seu filho Raymond na guerra de 1915, acreditou, de uma maneira verdadeiramente delirante, na comunicação dos mortos. Seu filho lhe falava de que estava tendo a terceira dentição astral; que no além, bebia whisky, fumava ótimos charutos e outras "comunicações" assombrosas. Após 14 anos, conservando o espírito científico, Sir Oliver Lodge pretendeu apresentar à humanidade uma prova da comunicação com os espíritos. Escreveu sua senha a 10 de junho de 1930. Morreu a 22 de agosto de 1940. Houve que esperar até 14 anos até a data que Lodge marcara para abrir o envelope ("Tomara-se, precavidamente, bastante tempo para recuperar a calma após a sua desencarnação"). A SPR (Sociedade de pesquisas psíquicas) fichou 130 médiuns que acreditavam ter recebido mensagens contendo a senha transmitida pelo espírito de Sir Oliver Lodge. Na data marcada, a 19 de maio de 1954, a SPR abriu o envelope. A senha eram 15 notas musicais (de um exercício de piano a cinco dedos). Nenhum dos médiuns tocara a música, nenhum escrevera as notas, nem sequer tinha descrito, ou feito a mínima alusão a qualquer coisa que, ao menos de longe, pudesse sugerir a senha escolhida por Sir Oliver Lodge.

O GRANDE MÁGICO: Para novembro de 1976 estava marcada a data de abertura do envelope com a senha deixada pelo mais famoso dos mágicos de todos os tempos, Harry Houdini. Filho de um rabino húngaro, Houdini nascera a 6 de abril de 1874 em Appleton, Wiscosin, nos Estados Unidos. Seria supérfluo afirmar que Houdini, cujo verdadeiro nome era Enrich Weiss, sempre se interessou pelo "maravilhoso". Alguma parcela da fama de Houdini se deve a que desmascarou todos os abundantes truques que freqüentemente, consciente ou inconscientemente, realizam os médiuns. Mas se Houdini desmascarou tantos médiuns, era porque ia freqüentemente observá-los: ele estava muito interessado com a possibilidade de comunicar-se com o espírito de sua falecida mãe que ele amara ternamente. Muitos médiuns lhe transmitiram mensagens em nome de sua mãe. Mas nenhuma convencera a Houdini, nem a qualquer pesquisador imparcial e experimentado. Seguindo seu interesse pelo maravilhoso e muito especialmente por verificar se havia comunicação dos espíritos, o próprio Houdini deixou com sua esposa uma série de mensagens secretas a serem abertas em diferentes datas. Umas por espaços regulares nos dez primeiros anos seguintes à sua morte. Anos durante os quais esperava Houdini que sua viúva poderia verificar. A última senha, em envelope lacrado, para ser aberto em 1976 pelos membros da "American Society For Psychial Research". Houdini morreu em Detroit, Michigan, a 31 de outubro de 1926. Sua viúva, Wilhelmina Rahner (que levava o nome artístico de Beatrice Houdini), durante dez anos, recorreu paciente e ansiosamente toda classe de sessões de espiritismo e acumulou inúmeras correspondências. Centenas e centenas de pretendidas comunicações do seu falecido esposo. Mas jamais apareceu nenhuma das senhas combinadas. Ainda pouco antes de sua morte, em 1943, Beatrice Houdini declarou aos jornalistas que jamais recebera a prometida comunicação de seu marido. Para fim de 1976 já pouca gente esperava que algum médium aposentasse a senha para abertura do último envelope em novembro de 1976. Mas a "American SPR" tinha que verificar.  Nada: Fracasso Absoluto. Houdini, que sempre tão meticuloso fora em sua vida para o cumprimento de seus compromissos, depois de morto não acudiu jamais à prometida senha. Poucos jornalistas fizeram eco deste episódio já sem graça e sem nenhuma novidade.

You Might Also Like

14 comentários

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada disso!Católico acredita na verdade que é Cristo. Desculpa mas vc não é católica coisa nenhuma. Católico tem que acreditar no que a Bíblia fala e a Igreja ensina, e nenhuma defende essas coisas. Qualquer outra verdade que não esteja em comunhão com a Igreja deve ser rejeitada por um católico verdadeiro. Procura saber o que a Bíblia, os documentos da Igreja e a doutrina ensina sobre o espiritismo e o tal Xavier.

      Excluir
    2. Acreditar que tudo na bíblia é fato também, eu acho exagero. Em tantos séculos, Você acha que não houve alguma manipulação na bíblia?? QUe muitos textos não escritos para exercer o poder sobre as pessoas??
      Eu hoje procuro interpretar e absorver o que pode trazer de bom , pra mim e pra sociedade na qual eu estou inserido,, pq enquanto vocês ficam brigando sobre qual religião salva... no mundo existem milhoes de pessoas sofrendo com guerras e fome..

      Excluir
    3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  2. tbm sou catolico acredito em nossa mae , mas tbm concordo com nosso amigo aqui de cima , hj tem varios fundos falsos e corrupição na nossa igreja

    ResponderExcluir
  3. Se vocês dizem que são católicos e acreditam em Chico Xavier e no espiritismo, sinto muito, mas não! vocês não são católicos! Chico Xavier foi uma farsa, assim como todo o espiritismo é uma farsa, colocada no mundo por satanás, para perdição de muitas almas que infelizmente se deixam ser iludidas por uma aura de bem na qual o espiritismo se esconde. E não, a Santa Igreja Católica não tem nada de mentirosa e nem de falsa, portanto calem-se antes de levantar falsos testemunhos sobre a Santa Igreja. Digo e repito, não! Se vocês pensam assim, vocês dois aí de cima não são Católicos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então amigo, você bem deve saber da história da nossa igreja, por ex a inquisição... Diferente de chico xavier que enganou uma multidão de pessoas, mas confortou-as,, e nossos antigos papas mataram milhares..

      Excluir
    2. Kuatnom, por favor, estude muito bem antes de dizer besteiras... Eu não vejo nada podre na Igreja Católica. Um ou outro terem pecado não manchou em nada a Santa Igreja. O que ficou muito distorcido é o estereótipo que os iluministas conseguiram criar da Igreja. Sobre a inquisição, assista esse vídeo para entender melhor:

      http://www.youtube.com/watch?v=KPE1xwggBp8

      Excluir
    3. Concordo planamento com irmão Junior Lamounier.
      De forma prática, um espirita não pode ser considerado Cristão, pois não crê nas verdades básicas do cristianismo.Basta observar rapidamente os princípios que o regem para perceber a enorme diferença entre ambas. A sagrada escritura para eles é um documento histórico que contem aspectos de verdade, um livro cujo conteúdo moral deve ser seguido. A palavra de Deus para um católico, é UMA PESSOA. É JESUS CRISTO QUE SE FEZ CARNE E HABITOU ENTRE NÓS.
      SIMPLES: Nós CATÓLICOS acreditamos na ressurreição,e NÃO em reencarnação.
      Falta mais estudos para quem se diz católico!!!!!!!!!!!

      Excluir
    4. Kuatnom, vou rezar por você e por todos aqueles que se dizem Católicos, mas que pensam assim como você. Já ouvi esse discurso contra a Igreja Católica vindo de muitos protestantes, mas agora ler isso de uma pessoa que se diz Católica, acusando a Santa Igreja assim? Chega a ferir meus olhos.E me diz, do que adianta confortar tantas pessoas com mentiras? Levando essa multidão de pessoas a abandonarem a Santa Igreja para procurarem essa seita colocada no mundo por satanás? Será que elas se sentiriam como ao saber que foram enganadas? Pesquise mais, estude mais sobre a Santa Igreja Católica e sobre o que é o espiritismo e você certamente será liberto desse pensamento. Que Jesus o esclareça meu irmão. Paz e Bem.

      Excluir
    5. CONCORDO COM JUNIOR...NA MINHA OPINIÃO CATÓLICO QUE É CATÓLICO NÃO ACREDITA EM ESPIRITISMO, NOSSA DOUTRINA NÃO ENSINA-NOS ISSO, MAS SIM ACREDITAR NAS SAGRADAS ESCRITURAS, QUE EM NENHUM MOMENTO FALA DE REINCARNAÇÃO E SIM RESSURREIÇÃO... ESPIRITISMO NÃO É DE DEUS...NÃO EXISTE COMUNICAÇÃO COM OS MORTOS...ACORDAAA POVO DE DEUS

      Excluir
  4. Não é porque a Igreja tem gente que não a cumpre de forma correta que a Igreja é falsa. A corrupção não é parte da doutrina católica, a corrupção e falsidade são vindas de pessoas pecadoras que compoem a Igreja. A doutrina católica é bela e verdadeira, fundamentada em Cristo, por isso é santa; Mas a Igreja é pecadora por ser feita de pecadores. Não culpe a corrupção e a falsidade a doutrina ou aos dogmas da Igreja, porque corrupção e falsidade vem de pecadores como eu e você. A Igreja é Santa, pois é de Cristo; pecadora, pois é composta por pecadores como nós.

    ResponderExcluir
  5. http://pt.wikipedia.org/wiki/Amauri_Pena

    ResponderExcluir
  6. Sobre a possível senha deixada por Monteiro Lobato: http://jefferson.freetzi.com/SrChico2.html

    ResponderExcluir

Mapa De Visitante