EXORCISMOS


O Primeiro Concílio de caráter local que assumiu uma atitude solene e decidida sobre a questão do diabo foi o Concilio de Praga (Portugal), em 561, numa declaração contra os priscilianos, que acreditavam que o diabo não havia sido criado por Deus. A Igreja então afirmou que Deus criou-os anjos perfeitos e por causa de seu livre arbítrio rebelaram-se.  Mais tarde, outras afirmações foram consolidadas pelo Magistério e a Tradição a respeito da origem, obras e tentações demoníacas. Por isso o exorcismo deve ser visto dentro do contexto da Igreja. Para os cristãos, o exorcismo não se trata de um ritual gnóstico, nem do domínio de uma técnica, nem da habilidade mística de um sacerdote. O exorcista é ministro de Cristo e da Igreja. É Cristo quem exorciza. É o seu poder que subjuga e lança para fora o mal através do sacerdote, em nome da Igreja. Porque é a Igreja, corpo místico de Cristo, quem capacita, pelo Sacramento da Ordem, a realizar a obra de Cristo em nome d’Ele.



Na Igreja Primitiva, o exorcismo era feito sempre por um sacerdote cuja vida espiritual era intensa, e sempre na companhia de outros membros da Igreja, que se uniam ao sacerdote na oração, recordando que, onde dois ou três estivessem reunidos em nome do Cristo, Ele estaria no meio deles. Sendo assim, era garantida a presença de Cristo num ritual de exorcismo, pois esta promessa saiu da própria boca do Senhor. O exorcismo é uma oração dirigida a Deus, a fim de afastar os demônios ou os espíritos maus das pessoas, lugares ou coisas que estejam infestados por eles, que correm o perigo de se converterem em vítimas ou instrumentos de sua maldade. O exorcismo é uma oração da Igreja que reza unida pelo afastamento da presença do mal. A fé, a vocação e a integridade espiritual do sacerdote desempenham um papel importante no êxito do exorcismo: “E constituiu doze para que ficassem com Ele, para enviá-los a pregar e terem autoridade para expulsar os demônios”. (Mc 3,14; Mt 10,1)



Também no Sacramento do Batismo as forças do mal são exorcizadas pelo sacerdote, purificando assim a alma da criança para receber o Espírito Santo pelas águas batismais. Três grandes orações são elevadas a Deus para que qualquer tipo de mal seja afastado daquele que receberá o Batismo.


http://freifrancisco.blogspot.com/

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante