NÃO QUERO A MORTE DO PECADOR

(Ez 33,11)

O Senhor ordenou-nos: «Amai os vossos inimigos» (Mt 5,44) Mas como podemos amá-los, quando eles fazem o mal? Ou como amar os que perseguem a santa Igreja? Quando o Senhor caminhava em direção a Jerusalém e os Samaritanos se recusaram a acolhê-lo, João, o Teólogo, e Tiago estavam prontos para fazer descer o fogo do céu e aniquilá-los com ele. Mas o Senhor disse-lhes com bondade:  «Eu não vim para arruinar os homens, mas para os salvar» (Lc 9,54-56; texto recebido grego). Assim, também nós não devemos ter senão um único pensamento: que todos sejam salvos. A alma tem compaixão dos inimigos e reza por eles, porque eles se afastaram da verdade e vão para o inferno. Eis o que é o amor para com os inimigos. Quando Judas pensou em trair o Senhor , o Senhor repreendeu-o com bondade; também nós, devemos agir com bondade para com aquele que se perde, e então seremos salvos pela misericórdia de Deus.       
São Siluane (1886-1938), monge ortodoxo
Escritos Espirituais

Relacionados aos seus interesses

0 comentários