Vinde e Adoremos



    Et verbum caro factum est et habitavit in nobis (Jo 1,14) e o Verbo se fez carne e habitou entre nós.Somos chamados a Adorar o Verbo. O nosso grande Deus, Jesus Cristo. Ele que se faz presente em nosso meio, no véu Sacramentado. Jesus Cristo, nossa Hóstia santa. Santo Agostinho afirma “Só podemos amar aquilo que nós conhecemos”. Como podemos conhecer a este Deus? Adorando o seu corpo e preciocissimo sangue. Santo Afonso de Ligório mesmo sendo um bispo, não deixava de Adorar, ficava Adorando ao Santíssimo oito horas por dia. São João Maria Vianey, mudou uma cidade inteira. Pois era um Adorador do Santíssimo Sacramento. São Francisco Xavier o grande apostolo das índias depois de um dia intenso de trabalho em favor das almas, passava a noite inteira aos pés do Santíssimo Sacramento. 

Quando já sem forças dormia ali aos pés do seu amado. Santa Tereza dizia: “aquilo que fazemos no céu com a divina essência, deveis fazer também vós na terra com o Santíssimo Sacramento devemos estar na presença de Jesus Sacramentado, como os Santos no céu, diante da Essência Divina”. São Pedro Julião Eymard, ensina-nos: ”uma hora diante do Santíssimo Sacramento, é uma hora celestial”. Não deixemos que nada nos impeça de Adorarmos a Jesus Sacramentado, pois ele tem esperado cada um de seus filhos para Adorá-lo. Podemos observar como está escrito: “Pater tales quaerit qui adorent eum in spiritu et veritate” (Jo 4,23). 

O Pai procura Adoradores em espírito, e em verdade. Dentro da Santa Madre Igreja, Deus tem levantado Adoradores que tem Adorado em espírito e em verdade. Como podemos observar Santa Catarina de Gênova que vai dizer: “ o tempo passado diante do Sacrário, é o tempo mais bem empregado da minha vida”. 

Que estes testemunhos levem-nos a nos gastar, como velas acesas diante de Jesus Sacramentado. São Francisco de Sales ainda declara: “cem mil vezes ao dia deveríamos visitar à Jesus no Santíssimo Sacramento”. São João Bosco completa dizendo: “Não omitais nunca a visita a cada dia ao Santíssimo Sacramento, ainda que seja muito breve, mas contanto que seja constante”. A Adoração ao Santíssimo Sacramento não é um obrigação do homem, mas uma necessidade da criatura diante do criador. São Bernardo chama este Sacramento de: “amor dos amores”. Já São Francisco de Assis gritava em sua cidade dizendo: “O amor não é amado”. Pois é desta maneira que Jesus se encontra no Santíssimo, abandonado pelos seus filhos. São Pedro Julião Eymard um grande Adorador de Jesus na Hóstia consagrada diz: “Adorai e visitai a Jesus abandonado, desamparado pelos homens no Sacramento do amor”; Uma das queixas mais dolorosas do coração de Jesus a Santa Margarida Alacoque, foi justamente de que és deixado “pelos seus prediletos. Os escolhidos para servi-lo”. Deus espera seus filhos, para derramar as suas graças, mais são muito poucos os que querem. 

Deus criou o homem para: conhecê-lo, amá-lo e servi-lo. Porém o homem tem se apartado do seu Criador. Voltemos o nosso olhar ao Santíssimo Sacramento. Que todo o mundo possa saber “Hic est Deus noste” este é o nosso Deus. Ele é o nosso tudo. Santa Tereza de Ávila afirmava: ”não há meio melhor para se chegar a perfeição”. Como também São Gregório Nazianzeno escreveu: “O Santíssimo Sacramento é fogo que nos inflama de modo que, retirando-no do altar, espargimos tais chamas de amor que nos tornam terríveis ao inferno.” dobre os seus joelhos, diante de corpo de Cristo e serás um combatente vitorioso.


Ir. Trovão 


Relacionados aos seus interesses

0 comentários